Publicar O Website E Acrescentar O Tráfego


Blogueiras Portuguesas Pra Visualizar


Se você tem alguma incerteza sobre isto segurança da informação (antivírus, invasões, cibercrime, roubo de detalhes, etc), irá até o encerramento da reportagem e utilize a seção de comentários. A coluna responde dúvidas deixadas por leitores todas as quartas-feiras. Adoraria de saber por que o Windows, O.S. Microsoft, não disponibiliza uma configuração em forma de tecla de atalho ou mesmo com o auxilio do mouse uma maneira de botar uma senha em uma pasta de arquivos ou diretório?


Não é possível simplesmente pôr uma senha em uma pasta. É uma coisa aparentemente descomplicado, todavia é na realidade bastante complexa. Tanto que vários dos guias na internet que ensinam a botar uma senha numa pasta são falsos - eles não funcionam e qualquer pessoa com um mínimo de entendimento será capaz de acessar a pasta.


Uma maneira correta e com pouca oportunidade de erro de se fazer isso é usando o TrueCrypt, que a coluna já ensinou a utilizar. Basta construir um recipiente criptográfico, como ensinado. Forma diferente, disponível no Windows XP, é criar um arquivo ZIP com senha, porém este esquema é bem menos seguro.


Outros formatos como RAR e 7-zip também podem ser usados e darão uma segurança superior, porém exigem a instalação de programas extras, porém funcionam em qualquer versão do Windows. Forma diferente, assim como menos segura, é usar própria senha de acesso ao Windows. Nesse caso, cada utilizador do Pc tem que ter uma senha única. Aí, basta acessar as propriedades da pasta e marcar a opção que ativa o uso de criptografia.


Outros usuários do computador não poderão acessar aquela pasta - porém, administradores ainda são capazes de adquirir acesso, em razão de eles conseguem configurar a si mesmos como "Agentes de Recuperação de Detalhes" e, com isso, poderão acessar seus arquivos. Ou seja, para utilizar a criptografia do Windows, todos os usuários necessitam ser configurados como usuários limitados e apenas uma pessoa, administradora, terá acesso a tudo.


O melhor mesmo a se fazer é usar o TrueCrypt. Login e senha: é preciso mesmo? É ‘sacal’ usar ID e senha a cada login em diferentes web sites. Apesar de que eu tenha ‘registro’ de todos os web sites onde tenho ‘cadastro’, a relação está tão vasto que é mais prático usar a função ‘esqueci a senha’ do que formalizar busca pela ID/senha usada no site. Alguns serviços facultam a navegação anônima, contudo ouros como e-mails e muitos blogs ‘obrigam’ você ao emprego de ID/senha oferecendo em troca uma ‘navegação personalizada. O que de fato perderia o navegante se ‘caísse’ a determinação de ID/senha para logar-se a maioria dos serviços?

  1. Abra a página ou o arquivo da imagem
  2. 26/06/2011 às 12:Quatrorze
  3. Notre Dâme
  4. Capítulo 175
  5. Programas pra emissão de cupom fiscal e ERP (sistema de gestão empresarial)
  6. 7º Crie uma estratégia para vender os seus talentos
  7. quatro - Organizar os parágrafos

Fernando, em primeiro recinto, se está menos difícil utilizar o processo "esqueci minha senha" do que buscar a senha que você registrou, há um dificuldade muito sério pela forma que você está anotando essas dicas. Se você não consegue anotar as senhas de forma organizada, quem sabe seja melhor usar um gerenciador de senhas.


Dito isto, o emprego de um aparelho de autenticação é preciso em muitos casos. Pra alguns serviços que lidam com informações pessoais (como um e-mail ou um perfil em uma mídia social), simplesmente não é possível doar o serviço sem algum jeito de autenticação. Logo, existem sempre dois cenários. Em um deles, a autenticação é exigida porque os internautas precisam dela para ter segurança no acesso ao serviço. Em outro, o dono do web site é que precisa conhecer seus visitantes e controlar melhor o acesso à informação. Uma loja on-line poderia dispensar o cadastro, tendo como exemplo, exigindo a cada compra todas os dados pessoais do comprador. No entanto, como todas as informações imediatamente tiveram de ser cadastradas, é mais fácil simplesmente cadastrar também uma senha e atingir, talvez, fidelizar o comprador ou melhorar a experiência dele pela próxima compra. Vale falar que existem outros métodos de autenticação que não são baseados em senha, como certificados. Contudo, esses métodos conseguem ser ainda mais difíceis de configurar.


Na leitura simples da lei, Caio, seria um crime sim. A lei define que é permitida uma única cópia, "pra uso privado do copista" e "sem intuito de lucro direto ou indireto". Se você tem um CD e fez um "rip" pro Pc, aí de imediato está sua cópia. Cada cópia adicional - seja pra teu tocador de MP3 ou pra fins de backup, on-line ou off-line - seria ilícita e, provavalmente, criminosa.


Contudo, a lei não é geralmente aplicada deste jeito, nem ao menos está testada nos tribunais em ocorrências como essa. Além do mais, algumas lojas que vendem MP3 legalmente dão um tempo limite para realizar os downloads. Ou seja, é necessário realizar bons backups para não correr o risco de ter de obter as músicas mais uma vez.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *